EXPOSIÇÃO MULTIMÍDIA: “HANGUL, MAIS QUE UM ALFABETO”

Eventos orientais - matsuri, festas japonesas, chinesas, coreana

hangul | exposição multimidia coreanoEXPOSIÇÃO MULTIMÍDIA: “HANGUL, MAIS QUE UM ALFABETO”

Local: Casa das Rosas – Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura (Av. Paulista, 37)
Período: 8 a 11 de outubro de 2009, das 10h às 22h
Organização: Grupo de Estudos Coreanos – USP (Coordenadora: Profa. Dra. Yun Jung Im)
Patrocínio:
Consulado Geral da República da Coreia em São Paulo
Korea Foundation / Korea Literature Translation Institute
Associação Brasileira dos Coreanos / Associação Brasileira de Educação Coreana



Textos e imagens de divulgação do evento
por: Grupo de Estudos Coreanos – USP

3a Exposição multimídia sobre HANGUL, o alfabeto coreano, a única escrita do mundo com data de aniversário e autoria conhecidas. Considerada pelos linguistas a mais científica e lógica, original e prática das escritas, é também crescente entre eles o movimento para se adotar o HANGUL como código universal, especialmente para as mais de 3 mil línguas ágrafas catalogadas.

Inventado pelo Rei Sejong, O Grande, e promulgado em 1446, o seu texto original encontrado em 1940 foi tombado pela Unesco como Patrimônio Documental Mundial. É também ela quem concede o Prêmio Sejong em prol da erradicação do analfabetismo no mundo desde 1990, em reconhecimento ao esforço do Rei em instruir o povo até então sem letras.

A exposição traz, além de banners explicativos, fac-símile do documento original, obras de arte e objetos de design, exibição de documentários, exposição de livros, estação de escuta de sons coreanos etc.

A 3a edição do evento foca em especial a literatura coreana, com exposição de livros e textos traduzidos, inclusive para o português.

A abertura do evento contará com a presença de 2 escritores e 1 crítico coreanos em um sarau literário com leitura bilingue de poemas, seguido de debate. Participarão Prof. Boris Schnaiderman (escritor, ensaísta, tradutor e professor emérito do Departamento de Letras Orientais, FFLCH/USP), prof. Gentil de Faria (Unesp/São José do Rio Preto), Manuel Costa Pinto (Folha de São Paulo) e Maria Luiza Feitosa (PUC/SP). O evento será realizado pelo Instituto Coreano de Tradução Literária (Korea Literature Translation Institute), em comemoração aos 50 anos das relações diplomáticas Brasil-Coreia, e será distribuído um livreto contendo as obras dos autores.

Na ocasião, será lançado o livro Contos Contemporâneos Coreanos (Editora Landy), e anunciado o CONCURSO DE RESENHAS sobre o livro pelo Instituto Coreano de Tradução Literária.

……

hangul alfabeto coreano | sarau literárioEVENTOS DURANTE O PERÍODO:

* ABERTURA: 8 de outubro de 2009, às 19 horas
- Sarau literário com 2 escritores e 1 crítico coreanos, com leitura bilingue de poemas seguido de debate. Participarão Prof. Boris Schnaiderman (escritor, ensaísta, tradutor e professor emérito do Departamento de Letras Orientais, FFLCH/USP), prof. Gentil de Faria (Unesp/São José do Rio Preto), Manuel Costa Pinto (Folha de São Paulo) e Maria Luiza Feitosa (PUC/SP). O evento será realizado pelo Instituto Coreano de Tradução Literária (Korea Literature Translation Institute), em comemoração aos 50 anos das relações diplomáticas Brasil-Coreia. Será distribuído um livreto contendo as obras dos autores.

- Lançamento do livro Contos Contemporâneos Coreanos (Editora Landy).

- Anúncio do CONCURSO DE RESENHAS sobre o mesmo livro pelo Instituto Coreano de Tradução Literária

* SESSÕES DE CALIGRAFIA COREANA
- Dias 10 e 11 (sábado e domingo), das 14 às 17 horas: Sessão com caligrafistas coreanos em que o visitante leva o seu nome escrito em coreano.

* AULAS DE ALFABETIZAÇÃO EM HANGUL
- Dias 10 e 11 (sábado e domingo), às 10:30~12:00 e às 19:00 ~ 21:30 horas: Aula de proto-alfabetização em HANGUL oferecido pelo Grupo de Estudos Coreanos –USP.

0 thoughts on “EXPOSIÇÃO MULTIMÍDIA: “HANGUL, MAIS QUE UM ALFABETO”

  1. Senhores,

    Preciso adquirir o livro CONTOS CONTEMPORÂNEOS COREANOS, também gostaria que me informassem onde poderia adquirir alguma gramnática que enssinasse utilizar o Hangul. Moro em Salvador-Bahia e por aqui existem poucos Coreanos e não estão dispostos a ensinar!
    Agradecido
    Edson-Nim

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>