A Lenda do Momotaro San

Momotaro - menino pessego

A Lenda do Menino Pêssego

Fotografia: barto

Estátua de Momotaro - foto de Barto

Há muitos e muitos anos atrás, em uma pequena e distante Villa, havia um casal de velhinhos que por não poderem ter tido filhos viviam muito sós. Em dia comum, fazendo seus afazeres, o homem juntando lenha e a sua esposa lavando as roupas na correnteza no rio…avistaram um enorme pêssego boiando nas margens. Depressa pegaram aquela fruta que parecia deliciosa , e a levou montanha acima até chegarem em suas casas.

No fim do dia, ao ver aquela apetitosa fruta o marido pediu a mulher que o cortasse, muito alegre a esposa o obedeceu, buscou um facão e quando foi cortá-lo, um enorme susto, o pêssego começou a se mover e de repente um menino forte e bonito saiu de dentro do pêssego.

Ainda sem entender e já que não possuíam filhos, agradeceram aos Deuses e adotaram o menino como se fosse seu próprio filho por acreditarem que a aparição era um presente dos céus. Devido a forma de sua aparição, colocaram o nome de Momotaro, menino pêssego. O casal cuidou dele e deram muito amor ao garoto que cresceu e tornou-se um jovem bonito e poderoso , considerado pelas redondezas como o mais forte de todos.

Certo dia, Momotaro ficou sabendo dos monstros de Onigashima (Ilha do Demônio), que vinham espalhando medo por onde passavam, saqueavam a população levando todos os seus pertences e destruiam tudo por onde passavam. O Jovem revoltado com a situação resolveu enfrentar os onis (monstros) e ir a ilha.

No começo seus pais ficaram assustados e não permitiram que ele fosse, mas conhecendo sua coragem acabou permitindo. Seus pais preparam deliciosos bolinhos –Kibidangos para que ele estivesse sempre alimentado em sua viagem.

click para ver o livro (em inglês)

click para ver o livro (em inglês)

No inicio de sua viagem Momotaro se deparou com um cãozinho que com muita fome, que perguntou aonde o jovem estava indo, ele respondeu a temerosa ilha de Onigashima e perguntou se o cãozinho queria acompanhá-lo em sua viagem em troca dos melhores bolinhos da região, os kibidangos. O Cãozinho aceitou e eles partiram.

Mais adiante, encontraram um macaco, que muito curioso perguntou o que tinham dentro da sacola que cheirava tão bem, e ele disse que eram os kibidangos preparados pela sua mãe, para que ele estivesse forte na viagem. O macaco seguiu junto com o menino e o cão. Em seguida, encontraram um faisão que também aceitou viajar com eles em troca dos bolinhos. Este voou até o céu e indicou qual direção seguir até a terra dos onis.

Quando chegaram a cidade, avistaram uma enorme construção, um castelo todo cercado de muros altos . Então o macaco pulou depressa para o interior e abriu o portão. Dentro do palácio os monstros estavam festejando mais uma cidade destruída, todos estavam bêbados e não reconheceram a fisionomia de ninguém.

Momotaro aproximou-se deles e disse que estava lá para puni-los por amedrontarem a população de sua cidade.

Os monstros achando garça, começaram a lutar, Momotaro lutou bravamente com sua espada, o macaco dava saltos e os unhavam , enquanto o faisão bicava e o cão mordia. Como os quatro havia comido os deliciosos kibidango  estavam forte e preparados para lutar com todos os monstros como se fossem um exército.

Lutaram até que um dos monstros chorou e pediu implorando que não os matassem e poupassem suas vidas, nesta hora eles prometeram nunca mais perturbar a vila e devolver todos os pertences roubados. Assim feito o trato, eles voltaram todos felizes para a pequena aldeia para comemorar. Os pais de Momotaro não creditavam que ele estava salvo e havia retornado para casa, mas estavam muito agradecidos por tudo.

Este artigo é escrito por stellapok para o site Asia4net, se estiver lendo este artigo em outro site, por favor nos avisem do plágio nos comentários. Valorizem o trabalho de quem se esforçou pesquisando e escrevendo com todo o carinho e dedicação para você!

Escrito por stellapok

0 thoughts on “A Lenda do Momotaro San

  1. Esta é uma de minhas lendas japonesas prediletas. Me lembro sempre daquela canção infantil: “momotarou san, momotarou san, o koshi ni tsuketa kibi dango…”

    Estas lendas tradicionais estão bem enraizadas na cultura japonesa e frequentemente vemos referências em filmes, animes e etc.

    Todas as lendas possuem uma canção infantil que jamais são esquecidas no Japão. Infelizmente aqui no Brasil, nossas crianças estão a cada dia perdendo o interesse pelo folclore popular e esquecendo das cantigas de roda.

  2. Que história fascinante! Sou apaixonada pelo folclore japonês! Tenho só uma perguntinha: vocês é que passam direto do japonês os contos ou usam fontes em inglês? Preciso me aprofundar mais no assunto e não sei bem por onde começar.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>