St. Valentine’s Day – Dia dos Namorados oriental

No dia 14 de fevereiro é comemorado o dia de São Valentim (St. Valentine’s Day), o dia dos namorados comemorado pela maioria dos países, com exceção do Brasil, que comemora no dia 12 de junho, dia de Santo Antonio, o santo casamenteiro.

Diz a lenda, que São Valentim era um padre que viveu no século III. Na época, com o intuito de não atrapalhar o rendimento dos soldados nas batalhas, o imperador romano Claudio II proibia os militares de casar. No entanto, Valentim desobedecia essa ordem e casava escondido, os jovens apaixonados. Ao ser descoberto, é condenado a morte no dia 14 de fevereiro, mas se tornou um mártir para todos os apaixonados.

Anos depois, a Igreja Católica, o consagra São Valentim como um santo. Se aproveitando da lenda e da proximidade do dia dos festejos do dia de celebração a Deusa romana Juno (familia e casamento) e Pan (natureza) na qual era comemorado a festa da fertilidade, o dia 14 de fevereiro passa a se tornar o dia dos apaixonados.

O Valentine’s Day começa a ser comemorado no Japão por influencia da cultura americana, mas dizem os mais céticos, que as comemorações começaram devido a influencia de uma fabrica de doce. Verdade ou não, a celebração Continue reading

A Lenda do Momotaro San

Momotaro - menino pessego

A Lenda do Menino Pêssego

Fotografia: barto

Estátua de Momotaro - foto de Barto

Há muitos e muitos anos atrás, em uma pequena e distante Villa, havia um casal de velhinhos que por não poderem ter tido filhos viviam muito sós. Em dia comum, fazendo seus afazeres, o homem juntando lenha e a sua esposa lavando as roupas na correnteza no rio…avistaram um enorme pêssego boiando nas margens. Depressa pegaram aquela fruta que parecia deliciosa , e a levou montanha acima até chegarem em suas casas.

No fim do dia, ao ver aquela apetitosa fruta o marido pediu a mulher que o cortasse, muito alegre a esposa o obedeceu, buscou um facão e quando foi cortá-lo, um enorme susto, o pêssego começou a se mover e de repente um menino forte e bonito saiu de dentro do pêssego.

Ainda sem entender e já que não possuíam filhos, agradeceram aos Deuses e adotaram o menino como se fosse seu próprio filho por acreditarem que a aparição era um presente dos céus. Devido a forma de sua aparição, colocaram o nome de Momotaro, menino pêssego. O casal cuidou dele Continue reading

Teru Teru Bozu – simpatia contra chuva

Neste tempo chuvoso de São Paulo e com a esperança de poder aproveitar melhor os finais de semana…
Lembro de uma simpatia muito difundida dentro da colônia japonesa, principalmente quando realmente precisamos de um bom tempo sem chuvas para poder fazer atividades ao ar livre, como churrascos, pescarias ou “undokais”.

Alguém ligado mais as tradições sempre fazia um teru teru bozo, um simples bonequinho branco, feito de papel ou pano. Para ser sincero, nem sempre fazia parar de chover… Talvez pelo fato, desses “experts de tradição” nunca conseguirem fazer o amuleto com o devido respeito ou da maneira certa! (nota: nunca é recomendável fazer um amuleto errado… Pode causar efeitos colaterais piores do que trocar o sal pelo açúcar em um receita… Se não souber como fazer é melhor não fazer… uahaha)

HISTÓRICO
Como todos os tipos de lendas, sua origem é um tanto incerta. Alguns dizem que tem relação com a lenda chinesa de uma garota que varria as nuvens… Mas acredito mais na lenda japonesa que conta a história de um monge budista que ajudava os agricultores. Ele realizava preces que paravam as fortes chuvas que prejudicavam as plantações. Infelizmente no final da história, o monge falhou em parar a chuva… Como castigo, teve sua cabeça decepada.

Acredito mais nessa lenda, pois está muito Continue reading

Histórias de Lá do Lado de Cá – teatro infantil oriental

Olá Pessoal!
Novamente é Ricardo Oshiro colaborando com mais dicas de teatro oriental.

“Histórias de Lá do Lado de Cá”, peça infantil que reúne lendas japonesas e indígena-brasileiras, foi selecionado para a programação de reinauguração do teatro Cacilda Becker da Prefeitura de São Paulo.

Histórias de Lá, do Lado de Cá

Data: Dias 12 e 13 de dezembro, às 15h
Ingresso: R$ 10
Local: Teatro Cacilda Becker: Rua Tito, 295, Lapa; tel.: (11) 3864-4513.

Matéria no Estadão: Um ano e meio e R$ 4,5 milhões depois, renasce o Cacilda Becker


Sinopse
Personagens de lá e de cá, iniciam a peça cavando um buraco, mas aonde isso vai dar?!… No JAPÃO?…No BRASIL?… Continue reading

RAMAYANA – peça infantil hindu

ramayana lenda hindu

Textos e imagens de divulgação do evento
por: Assessoria de imprensa do evento

ramayana | peça de teatro infantil - hinduO Ramayana, poema épico Hindu de Valmiki é considerado um dos mais antigos da Índia. A estória de Rama faz parte da vida cotidiana hindu, estabelecendo regras de conduta e de vida (o “Dharma”) e norteando a vida do indiano desde a infância. A vitória de Rama, símbolo do Bem, sobre Rávana, símbolo do Mal, é ainda hoje celebrado em toda a Índia durante o festival Dassera, que ocorre em meados de outubro.

A estória da peça inicia-se com um mundo devastado pela raça dos rakshasas, liderados por seu Rei, Rávana, um tirano de Dez Cabeças. Para salvar a humanidade, o próprio Deus Vishnu encarna na Terra como Rama, príncipe herdeiro de Ayodhya, e sua consorte, a deusa Lakshimi, vem ao mundo dos homens como Sita. Rávana vem a saber da beleza de Sita e consegue, ardilosamente, raptá-la. Rama, desesperado, pede ajuda a Hanuman (deus-macaco), que descobre o paradeiro da princesa: a cidade de Lanka, uma ilha ao sul da Índia. Inicia-se a guerra para Continue reading